Home John Piper A traição da raça Humana

A traição da raça Humana

2
0
jonh piper

download-22 ? Pregação Evangelica → Estudo bíblico → Esboço Pregação

O maior problema que o mundo enfrenta é que o Criador do universo condenou cada ser humano à condenação eterna, porque todos nós cometemos traição contra ele, dando a lealdade de nossos maiores afetos a outras coisas e não a ele.

Nós trocamos os prazeres de nosso Criador pelos prazeres da criação ( Romanos 1:23 ). Não há nenhum justo. Não, não há um sequer ( Romanos 3:10 ). A mente humana natural é hostil a Deus. Não se submete à lei de Deus; na verdade, não pode.

E ninguém neste estado traiçoeiro pode agradar a Deus ( Romanos 8: 7-9 ). Somos todos rebeldes e arruinados.

Portanto, nós – toda a humanidade – somos por natureza filhos da ira ( Efésios 2: 3 ). A ira de Deus é revelada do céu contra toda a impiedade e injustiça dos homens, porque suprimimos a verdade em nossa injustiça ( Romanos 1:18 ).

Toda a criação foi sujeita à futilidade por causa do nosso pecado e geme sob a escravidão da corrupção ( Romanos 8: 20-21 ). O livro da natureza, a consciência humana e a palavra de Deus tornam isso claro, de modo que toda boca é detida e o mundo inteiro é responsável perante Deus ( Romanos 1: 20–21 ; 2: 14–15 ; 3:19 )

Um grande e último dia de ira está chegando ao mundo ( Mateus 3: 7 ; Romanos 2: 5 ;Colossenses 3: 6 ; Apocalipse 6:17 ).

O Senhor Jesus será revelado do céu com seus anjos poderosos em chamas de fogo, infligindo vingança àqueles que não conhecem a Deus e àqueles que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Eles sofrerão a punição da destruição eterna, longe da presença do Senhor e da glória de seu poder. ”( 2 Tessalonicenses 1: 7–9 )

Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo ”( Hebreus 10:31 )

Quem considera o poder de sua ira e sua ira de acordo com o medo de você? ( Salmo 90:11 )

Isso, digo novamente, com tanta seriedade, seriedade e tristeza quanto posso ver e sentir da palavra de Deus: o maior problema que o mundo enfrenta é que o Criador do universo condenou cada ser humano à condenação eterna, porque todos nós cometemos traição contra ele, dando a lealdade de nossas maiores afeições para outras coisas e não para ele.

Rebelião Humana, Solução Divina

E desta rebelião de nossa parte, e desta ira sagrada da parte de Deus, fluem todos os erros, toda a fealdade e todas as misérias deste mundo. Isso significa que cada assunto e cada edição do Bethlehem College & Seminary, e todos os relacionamentos em sua vida, e a vida desta cidade e deste mundo são distorcidos por essa dupla realidade: rebelião humana e ira divina. Suas impressões digitais ruinosas estão por toda parte.

“Toda a infinita bondade do Criador funciona sem pausa para nós para sempre.”

Isso significa que a reversão dessa rebelião e essa ira – onde quer que ela pudesse acontecer – seriam pessoal, relacional, acadêmica, social, política, global e globalmente relevante em todos os lugares o tempo todo.

Isso também significa que, se você soubesse como a reversão da rebelião humana e da ira divina poderia ser provocada, e você passasse sua vida saboreando e mostrando as causas e os efeitos dessa reversão, você teria se unido ao maior propósito do universo. Você não teria desperdiçado sua vida. Como poderia ser um desperdício mostrar ao mundo a solução para seu maior problema e como essa solução afeta tudo? E você sabe!

Deus agiu em Jesus Cristo para trazer essa solução. E estamos nos concentrando hoje em um aspecto central, glorioso, inexprimivelmente surpreendente da sua solução: a justificação dos ímpios somente pela fé em Jesus Cristo.

Deus é para você

Em Romanos 8:31 , vemos uma das imagens mais magníficas da reversão da ira de Deus. “Então, o que diremos a estas coisas?” – essas coisas que aconteceram antes em Romanos 8 , de fato em Romanos 1–8 . Qual é o grande resultado disso tudo?

“Se Deus é por nós, quem pode ser contra nós?” Há a reversão e um dos seus efeitos: Deus é para nós e não em ira contra nós. Todo o seu poder infinito, toda a sua infinita sabedoria, toda a infinita bondade do Criador trabalhando sem pausa para nós. E, claro, para nós não significa para o nosso mal ou miséria ou mal. Significa para nossa santidade e felicidade, nossa bondade e nossa alegria. Tanto o bem quanto a alegria – tanta pureza e tanto prazer – como um Deus Todo-Poderoso, todo-sábio, todo-bom pode fazer e ser para você. O infinito Deus para você – e não contra você – pressagia a felicidade além de sua imaginação mais selvagem.

E a partir dessa realidade que Deus é para nós, Paulo extrai um resultado no final do versículo 31: “Quem pode ser contra nós?” Qual é a resposta para essa pergunta? Ninguém . Mesmo? Veja o versículo 36: “Por amor de ti estamos sendo mortos o dia todo; somos considerados como ovelhas a serem abatidas ”. Então, o que ele quer dizer quando diz:“ Ninguém pode estar contra você ”?

Deus quer bem

Ele quer dizer que o que pretendem para o mal Deus quer para o bem ( Gênesis 50:20 ). Quando eles te matam como ovelhas, eles te servem . Você não é apenas um conquistador naquele momento. Você é mais que um conquistador (verso 37). Ninguém pode te arruinar. Ninguém pode te destruir. Ninguém pode te manter longe da maior alegria. Ninguém pode ser contra você com sucesso porque o Deus infinito, bom, sábio e controlador de tudo é para você.

Romanos 8:32 : “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará ele também graciosamente todas as coisas?” A prova de que Deus é para nós, e não reterá Um esforço onipotente para nos levar ao desfrute de todas as coisas é que ele não reteve a doação de seu Filho por nós.

Para nós !

Romanos 8:33 : “Quem fará acusação contra os eleitos de Deus?” Qual é a resposta?Ninguém . Mesmo? Jesus morreu sob falsas acusações. Paul foi preso e julgado sob falsas acusações. Satanás dispara suas flechas flamejantes de acusação contra nós o dia todo. E a fé cristã é falada em todo lugar.

Deus te declara inocente

Então, o que Paulo quer dizer? Ele quer dizer que nenhuma acusação contra os eleitos de Deus vai ficar . Nenhum. Todos os inimigos da cruz na terra e todos os demônios no inferno podem lançar suas acusações contra você. E nenhum deles – nem um – gruda.

Por quê? Romanos 8: 33b : “É Deus quem justifica”. Finalmente, aqui estamos nós.Justificação ! O que é isso? A cena é a sala do tribunal do céu. Existe um réu – você. E você é culpado, ímpio, rebelde. E há um advogado de acusação com muitas testemunhas contra você. E as acusações deles estão voando. Você os sente. Eles são verdadeiros. Você se lembra deles. E existe o juiz – Deus.

“Se eu pudesse acreditar que Deus não estava com raiva de mim, eu ficaria de cabeça para a alegria.”

E nesse tribunal, nenhuma dessas acusações verdadeiras e legítimas é permitida. Todos eles estão sendo anulados – todos eles. O mais mesquinho e o mais grotesco. Por um motivo: O juiz declarou que você é inocente – não é culpado. O juiz declarou você um guardador da lei – não um infrator da lei. Você está justificado . Mesmo que em você mesmo você não seja nenhuma dessas coisas. “É Deus quem justifica.”

Romanos 8:34 : “Quem deve condenar?” Resposta:Ninguém . Como este veredicto pode estar neste tribunal de perfeita justiça? Nenhuma condenação pelo culpado? Como isso pode ser? Paulo responde (verso 34b): “Cristo Jesus é aquele que morreu.” Olhe para trás para o versículo 3:

Deus fez o que a lei, enfraquecida pela carne, não podia fazer. Ao enviar seu próprio Filho à semelhança da carne pecaminosa e pelo pecado, ele condenou o pecado na carne.

Mas ele não tinha pecado. Paulo apenas disse que ele estava na “semelhança da carne pecaminosa”. Quando Jesus morreu, Deus condenou o pecado de todos os que estão nele. Ele fez isso na carne de Jesus.

Quem deve condenar? Ninguém . Por quê? “Cristo Jesus é quem morreu – mais do que isso, quem foi criado – quem está à direita de Deus, que de fato está intercedendo por nós”.

Assim, a base – o fundamento – da justificação de Deus – declarar-nos não culpados, não um infrator da lei, mas um guardador da lei – é a morte de Cristo, que ele mantém diante do Pai em perpétua intercessão.

Viva no Paraíso

E segue-se então no versículo 35 que não há separação do amor de Cristo – nunca. “Quem nos separará do amor de Cristo?” Nada . Esta é a grande reversão da ira. Deus é para nós e não contra nós. Ele é cem por cento para nós – totalmente para nós.

Quem pode trazer uma acusação contra nós? Ninguém .
Quem pode nos condenar? Ninguém .
O que pode nos separar de Cristo? Nada .

Porque Deus nos justificou. Cristo morreu por nós. O amor nos mantém. Como Deus é para nós, então não há acusação, condenação, separação. Martinho Lutero disse: “Se eu pudesse crer que Deus não estava bravo comigo, eu ficaria de cabeça para alegria” ( Lutero: Homem Entre Deus e o Diabo , 315). E quando ele viu essa verdade – realmente a viu – ele disse: “Senti que nasci de novo e entrei no próprio paraíso através de portões abertos” ( Martin Luther: Selections from His Writings , 11). Eu me pergunto se você mora neste paraíso? Estudar neste paraíso? Dormir neste paraíso?

Justificado pela fé sozinho

Então agora, finalmente, fazemos a pergunta: Como você entra nesta posição onde Deus está cem por cento para você e nunca, no mínimo, contra você? Onde não há acusação que gruda, nenhuma condenação que resista e, portanto, nenhuma separação para sempre? Como alguém chega a estar no tribunal do céu como um pecador e, no entanto, justificado? A resposta do Novo Testamento é somente pela fé . Siga-me através de uma sequência de passagens que tornam isso claro.

Além das obras da lei

Vamos começar com Romanos 3:28 : “Consideramos que um é justificado pela fé sem as obras da lei.” (Se você quer se aprofundar no que a Nova Perspectiva sobre Paulo – que não é mais nova e está desaparecendo) fora da frase “obras da lei” eu recomendo o curto Justificação Reconsiderado por Stephen Westerholm.) Eu tomo “obras da lei” para significar todos os esforços em manter a lei . Isto implica, como Lutero traduziu, que “alguém é justificadosomente pela fé”. Mas isso não diz isso explicitamente, então vamos continuar procurando.

Uma justiça não é nossa

Considere Filipenses 3: 9 . Paulo diz que seu objetivo é ser encontrado

“O único tipo de fé que conta para a justificação é o tipo que produz amor, que produz o fruto do amor. ”

em Cristo, não tendo uma justiça própria que vem da lei [ou poderíamos dizer “que vem da manutenção da lei”], mas aquela [justiça] que vem através da fé em Cristo, a justiça de Deus que depende da fé .

Então, novamente, Paulo nega e afirma. Ele nega que a justiça que ele precisa na presença de Deus é “a minha própria que vem da manutenção da lei”. E ele afirma que a justiça que ele precisa é encontrada apenas “em Cristo” – em união com Cristo. É “aquilo que vem pela fé em Cristo, a justiça de Deus que depende da fé”. Então, novamente, “não da observância da lei, mas da fé” implica somente a fé .

Tudo ou nada

Mas fica ainda mais claro em Gálatas. Olhe para Gálatas 2:21 :

Eu não anulo a graça de Deus, pois se a justiça foi através da lei, então Cristo morreu sem propósito.

Assim, a justiça que precisamos para justificar na presença de Deus não é “através da lei”. Mas isso não pode significar, não principalmente através da lei? E talvez seja necessário um pouco de manutenção da lei para que Deus seja cem por cento para nós? Talvez, digamos, apenas circuncisão? Agora veja a resposta radical de Paulo em Gálatas 5: 1–3 :

Pela liberdade, Cristo nos libertou; Portanto, permaneçam firmes e não se submetam novamente a um jugo de escravidão. Olha, eu, Paulo, digo a você que se você aceitar a circuncisão [um pequeno esforço na manutenção da lei], Cristo não será de nenhuma vantagem para você. Testifico novamente a todo homem que aceita a circuncisão que é obrigado a guardar toda a lei. ( Gálatas 5: 1–3 )

Isso é simplesmente surpreendente. Se você optar por confiar um pouco na manutenção da lei como uma maneira de se justificar – como uma maneira de chegar à posição em que Deus é cem por cento para você – então Cristo não lhe trará nenhuma vantagem. Paul diz que, se você quiser ir a rota de justificação por qualquer observância da lei, você deve ir a rota da justificação pela total detoda a lei”.manutenção da lei – perfeição. Gálatas 5: 3 : “Testifico novamente a todo homem que aceita a circuncisão que é obrigado a manter a

Mão Única

Há dois caminhos de justificação: o caminho da manutenção da lei, que requer a sua perfeição e o caminho da fé, que depende da perfeição de Cristo. Esses dois caminhos para a posição em que Deus é cem por cento para você são tão distintos que não podem ser misturados.

Se você está confiando em Cristo para uma posição justa, onde Deus é cem por cento para você, você não pode misturar nesse sentido de justificação uma onça de esforço para estabelecer sua própria justiça. E se você está procurando estabelecer sua própria justiça – seu próprio registro de virtude – como sua entrada na posição onde Deus é cem por cento para você, você não pode misturar a menor fé em Cristo como sua justiça todo-suficiente. É um ou outro. Leis para estabelecer a minha justiça, ou fé somente para descansar em Cristo para a justiça.

Obras da Fé

Uma última pergunta: Qual é a natureza dessa fé, que nos une a Cristo para justificação? É uma recepção de Cristo para quem ele realmente é – o tesouro bonito, supremo, todo-satisfatório que ele é como nosso Substituto e Soberano divino. É por isso que a fé genuína sempre transforma o coração e a vida.

Tiago viu em seus dias aqueles que estavam tratando a “fé somente” como uma doutrina que afirmava que você poderia ser justificado pela fé, o que não produziu boas obras. E ele disse não mostrareia tal fé. Ele disse que está morto: “Fé sem obras está morta” ( Tiago 2:17 ). É como um corpo sem respiração ( Tiago 2:26 ). É como uma energia sem efeito ( Tiago 2:20 ), sem conclusão ( Tiago 2:22 ). Se há fé justificadora, tem obras ( Tiago 2:17 ). Então, ele diz: “Eu te farei a minha fé pelas minhas obras” ( Tiago 2:18 ). As obras virão da fé.

Paulo afirmaria tudo isso porque ele disse em Gálatas 5: 6: “Em Cristo Jesus nem a circuncisão nem a incircuncisão contam para nada, mas somente fé operando através do amor que está sozinha, mas que se mostra pelas obras..” O único tipo de fé que conta para a justificação é o tipo que produz amor, que tem a fruto do amor. A fé que por si só justifica nunca está só, mas sempre produzindo frutos transformadores. Então, quando Tiago diz estas palavras controversas: “Uma pessoa é justificada pelas obras e não pela fé somente ( Tiago 2:24 ), eu levo-a a dizer não pela fé.

Paulo chama este efeito ou fruto ou evidência de fé a “obra da fé ( 1 Tessalonicenses 1: 3 ; 2 Tessalonicenses 1:11 ) e a“ obediência da fé ”( Romanos 1: 5 ; 16:26 ). Estas obras de fé, e esta obediência de fé, estes frutos do Espírito que vêm pela fé são necessários para a nossa salvação final. Nenhuma santidade, nenhum céu ( Hebreus 12:14 ).

Essência de Cristo

Portanto, não devemos falar de chegar ao céu somente pela fé, da mesma forma que somos justificados somente pela fé. O amor, fruto da fé, é a confirmação necessária de que temos fé e estamos vivos. Nós não vamos entrar no céu até que tenhamos. Há uma santidade sem a qual não veremos o Senhor ( Hebreus 12:14 ).

“O amor, fruto da fé, é a confirmação necessária de que temos fé e estamos vivos”.

Essencial para a vida cristã e necessário para a salvação final é a morte do pecado ( Romanos 8:13 ) e a busca da santidade ( Hebreus 12:14 ). Mortificação do pecado, santificação na santidade. Mas o que torna isso possível e agradável a Deus? Pomos o pecado à morte e buscamos a santidade a partir de uma posição justificada, onde Deus é cem por cento para nós – já – somente pela fé.

Porque se nós tentarmos matar o pecado e buscar a santidade de uma posição onde não somos totalmente aceitos, não totalmente perdoados, não totalmente justos em Cristo, e onde Deus não é cem por cento para nós, então estaremos colocando o pecado a morte e perseguir a santidade como um meio de entrar em uma posição onde Deus é cem por cento para nós. E essa é a heresia da Galácia.

Portanto, somos justificados – somos colocados em uma posição onde Deus é cem por cento para nós – somente pela fé. Uma posição em Cristo onde nenhuma acusação se impõe, nenhuma condenação é válida e nenhuma separação chega. Irmãos e irmãs, nos foi mostrada a solução para o maior problema do mundo. Nós entramos no paraíso. Nós ficamos de cabeça para a alegria. E tudo mudou. Saboreie. Mostre para o mundo. E você não terá desperdiçado sua vida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here